domingo, 26 de julho de 2009

"QUE BELEZA!"

Verdadeiro "capote" do Ronaldo numa cobrança de falta ensaiada, no jogo Corinthians 2x1 Vitória..Como diz o narrador Milton Leite, do Sportv, "que beleza!"...

video

sábado, 25 de julho de 2009

FRASE

"-Quero que me esqueçam."
(Cuca, ex-técnico do Flamengo, sobre sua saída conturbada do clube carioca).

sexta-feira, 24 de julho de 2009

FLAMENGO DEMITE CUCA E SONDA PARREIRA..MAIS DO MESMO?
Após o empate diante do Barueri por 1x1, no Maracanã, o Flamengo resolveu atender aos apelos da torcida e demitiu o técnico Cuca. Depois de surgirem as hipóteses de contratar Wagner Mancini, recém dispensado pelo Santos, e Sergio Guedes, ex-técnico da Ponte Preta, agora surge outro nome: Carlos Alberto Parreira, que poderia ter Fábio Luciano como auxiliar-técnico. O presidente Marcio Braga estaria conversando com Parreira sobre maiores detalhes de uma possível contratação. Mas será que os clubes cariocas vão continuar insistindo em sempre mais do mesmo? Parreira teve uma passagem apagada pelo Fluminense e por quê se daria bem no Flamengo? Wagner Mancini ou Sergio Guedes são treinadores apropriados para comandar um time de massa como o Flamengo? Mancini mostrou no Santos que não tem perfil para administrar conflitos internos e Sergio Guedes nunca dirigiu times de ponta e de intensa pressão. Seriam bons nomes para o Flamengo? Cuca saiu tarde demais. O Fluminense parece sofrer do mesmo mal que assola o futebol carioca há tempos: demitiu Parreira e trouxe Renato Gaúcho, que só treinou de forma bastante duvidosa o Vasco e o próprio Fluminense em sua carreira. Quase rebaixou o Fluminense no ano passado depois de perder a Copa Libertadores para a LDU no Maracanã (o Fluminense foi salvo do rebaixamento por Renê Simões) e depois caiu com o Vasco para a 2ª divisão. Agora o Fluminense insiste novamente com Renato Gaúcho em seu comando, mais uma vez dentro da zona de descenso. O Flamengo tem que respeitar a sua grandeza e começar a pensar assim, como time grande. Mas com Parreira, Mancini ou Sergio Guedes fica bem difícil.

FRASE

-"Um profissional como eu jamais chega por baixo a clube nenhum!"
(Wanderley Luxemburgo, técnico do Santos, questionado se estava em "baixa" por fazer um contrato curto e com salário reduzido).

quarta-feira, 22 de julho de 2009

AGORA MURICY DIZ "SIM" AO PALMEIRAS
Depois de ter dado por encerrada, há 2 semanas, a negociação com o técnico Muricy Ramalho, e do presidente Belluzzo afirmar que o clube estaria à procura de outro nome, o Palmeiras anunciou a contratação do ex-treinador são-paulino. Algumas hipóteses podem ser levantadas diante disso: 1) No primeiro contato concreto após a saída do Morumbi, Muricy achou que valia mais que os benefícios oferecidos pelo Palmeiras; 2) Com a desistência do Palmeiras e a demissão do técnico Wagner Mancini, o Santos também tentou contratar o treinador. Mas Muricy pode não ter fechado com Marcelo Teixeira por entender que o time estava em baixa e que não seria a melhor opção para um técnico "vencedor" como ele; 3) Poderia acontecer a demissão de Tite, devido à má fase do Internacional, e Muricy poderia ser chamado a voltar a trabalhar no clube; 4) Como todas as possíveis negociações anteriores não tiveram êxito, o Palmeiras voltou a sondá-lo e Muricy resolveu dessa vez acertar com os palmeirenses. O técnico assinou contrato até o fim de 2010 e deve receber R$ 450 mil mensais.

terça-feira, 21 de julho de 2009

A RIQUEZA GALÁCTICA DE MADRID
O Real Madrid está batendo todos os recordes deste ano no futebol. Contratações milionárias que o deixam muito a frente de qualquer outro clube. Nada menos do que R$ 600 milhões foram gastos para contratação de apenas 5 jogadores, entre eles Kaká, Cristiano Ronaldo e Karin Benzema. Para se ter uma idéia, o 2º clube europeu que mais investiu até agora foi o Bayern de Munique(ALE) que gastou R$ 125 milhões, ou seja, quase 5 vezes menos que os espanhóis do Santiago Bérnabeu. Todo esse caminhão de dinheiro faz parte de um projeto ambicioso do presidente Florentino Perez: transformar o Real Madrid no maior clube de futebol do planeta.

FRASE

"Ele é totalmente comandado pela mãe"
(Nereida Gallardo, ex-namorada do jogador português Cristiano Ronaldo)

domingo, 19 de julho de 2009

CLÉBER MACHADO E SEUS VACILOS

Durante a transmissão de Cruzeiro 1x2 Corinthians, no estádio do Mineirão, pela TV Globo, o narrador Cléber Machado cometeu pelo menos 3 "vacilos". Vamos a eles:
CLÉBER MACHADO I: ao ser marcado o 4º impedimento do atacante Ronaldo, o narrador disparou: "-Estava mesmo de novo impedido o Ronaldo, Marsiglia?" -"Sim, Cléber, estava. A perna direita estava à frente do marcador. Impedimento corretamente assinalado pelo assistente". -" Mas é o 4º impedimento marcado do Ronaldo, Marsiglia..." Ué, Cléber, não importa se é o Ronaldo, o Agnaldo, o Moacir, o Pedro...sendo o 4º ou o 40º, impedimento é impedimento.
CLÉBER MACHADO II: o narrador disse que "o Corinthians não vencia fora do estado de São Paulo desde a vitória sobre o Santos na Vila Belmiro, no 1º jogo da final do Paulistão". Ora, até onde se sabe, Santos ainda pertence ao estado de São Paulo.
CLÉBER MACHADO III: ao tocar na bola, Ronaldo era vaiado pela torcida do Cruzeiro. Cléber diz surpreso: -"Incrível né, Caio...O Ronaldo foi revelado aqui pelo Cruzeiro, é um patrimônio do futebol brasileiro, e em todos os jogos os torcedores rivais pegam no pé e sempre vaiam o atacante." -"É Cléber, mas fora de campo, porque dentro de campo ele é adversário dos outros times..", rebateu rindo o comentarista Caio. É Cléber Machado, o Ronaldo é jogador do Corinthians. Só do Corinthians.
É VIÁVEL EFETIVAR AUXILIAR COMO TREINADOR?
Algumas vezes sim, outras não. O auxiliar-técnico geralmente é o membro da comissão técnica mais amigo dos jogadores. É aquele sujeito que recebe as críticas que vêm dos atletas, é o cara que faz vista grossa em várias situações que não chegam ao conhecimento do treinador, é o "ombro amigo" quando a fase do time não está boa. Muitas solicitações dos jogadores chegam primeiro ao auxiliar e depois são dirigidas por ele ao comandante do time. O treinador é mais disciplinador do que boleiro, já o auxiliar é mais boleiro do que disciplinador. Muricy Ramalho era auxiliar do técnico Telê Santana e hoje é um bom treinador, um dos mais valorizados do país, dono dos últimos 3 títulos brasileiros. Mas é reconhecido como linha-dura, que exige bastante dos seus comandados. Mano Menezes há 10 anos era auxiliar de Paulo Autuori e hoje também é visto como bom treinador, um dos mais respeitados do país. Mas há outros que não se destacam. Como Oswaldo de Oliveira, que era auxiliar de Wanderley Luxemburgo no Corinthians também há 10 anos atrás, mas que não conseguiu se afirmar em nenhum outro clube que trabalhou. De Marcio Fernandes, que depois da saída de Cuca, quase viu o Santos naufragar no Brasileirão de 2008. Quando um clube possui boa estrutura e um elenco de qualidade, como é o caso do Palmeiras, as coisas são teoricamente um pouco mais favoráveis, e o interino Jorginho a cada rodada ganha mais chances de ser efetivado no posto de técnico. Diferentemente do caso de Vinicius Eutrópio no Fluminense que, desde a demissão de Parreira, foi efetivado no comando da equipe carioca. São 7 jogos sem vitória, dentro da zona de rebaixamento e 8 gols sofridos nos últimos 2 jogos (4x2 para o Internacional e 4x1 para o Goiás em pleno Maracanã). Para os clubes que almejam mais do que se livrar do rebaixamento, é necessário pesar com bastante cuidado a relação custo-benefício entre contratar um treinador expressivo e com experiência ou de apostar no êxito de um membro da comissão técnica sem "ritmo de jogo" e muitas vezes pouco disciplinador e pouco exigente.

sábado, 18 de julho de 2009

ÀS LÁGRIMAS, MOLINA DEIXA O SANTOS
Após uma proposta irrecusável, o meia colombiano Molina deixa a Vila Belmiro e agora segue sua carreira no Seongnam Ilhwa, da Coreia do Sul. Visivelmente emocionado e chorando, deu sua última entrevista no CT Rei Pelé e disse que agora é santista e que espera um dia voltar ao clube. "Acho que deixo as portas abertas, tenho muita amizade com todos e tomara que algum dia possa voltar. O coração fica aqui. Tenho que agradecer pelo apoio da torcida, que sempre me ajudou, me incentivou nas ruas e nos jogos. Tomara que algum dia eu volte. Se não for para jogar, pelo menos será para torcer, porque o Santos ganhou um torcedor", disse chorando. Jogador de bom nível técnico e de bastante garra, com certeza a torcida santista também sentirá falta de Molina.

sexta-feira, 17 de julho de 2009

IMAGEM DA SEMANA

ESTUDIANTES E GALO COMEMORAM TÍTULO
Na festa pela comemoração de seu 4º título sulamericano, os jogadores do Estudiantes desfilam em carro aberto pelas ruas de La Plata, na Argentina...com a bandeira do Atlético-MG.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

TORCIDA DO BAHIA INICIA CAMPANHA "PÚBLICO ZERO"
A situação do Bahia é tão frustrante no Campeonato Brasileiro da série B que seus torcedores mais fanáticos tomaram uma atitude inédita: criaram a campanha "Público Zero", que através de uma corrente na internet, pretende provocar o não comparecimento da torcida nos jogos do Bahia como forma de protesto. Veja abaixo o comunicado dos idealizadores da campanha:

"Nós torcedores do Bahia somos o maior patrimônio deste clube. E antes que seja tarde, precisamos mobilizar toda a massa para mostrar que merecemos MAIS. Agora chegou a vez de fazermos eles sentirem vergonha e ver o quanto somos importantes. Bahia x Vasco será a oportunidade de mostrarmos toda a nossa indignação e exigirmos mudanças urgentes, desde jogadores até a diretoria. NÃO vá à Pituaçu no dia 25/07, assim transmitiremos a eles um pouco da humilhação que estamos passando. É hora de dar um apito final nessa situação".

De alguma maneira, o "Público Zero" já está surtindo efeito. A renda tem caído nas últimas partidas do Bahia no estádio Pituaçu. No último jogo, por exemplo, o público presente foi de apenas 4 mil espectadores, bem inferior à média. Em contrapartida, a diretoria do clube resolveu baixar o preço dos ingressos, de R$ 40 para R$ 30,00. Aliás, estava "meio salgado" R$ 40,00 para ingresso na série B, não?
O SANTOS ESTÁ MELHORANDO
Já conseguiu um empate com o Barueri na Vila Belmiro. Isso porque o "interino" Serginho Chulapa disse antes da partida que os jogadores do Barueri "iriam tremer" ao descerem a serra. Por enquanto, só se for de frio, viu Serginho.
QUANDO OS PÃES DE QUEIJO MURCHAM...
Ansiedade. Nervosismo. Excesso de confiança. Pressão. Desespero. O Cruzeiro teve todos os ingredientes que lhe tiraram a chance de ser campeão da Copa Libertadores da América pela terceira vez. Depois de realizar uma campanha memorável, eliminando times expressivos como São Paulo e Grêmio, o Cruzeiro precisava apenas de uma simples vitória diante de sua torcida, no jogo mais importante da temporada. Mas a decisão da Libertadores não teve o toque de bola preciso e a boa movimentação que foram características marcantes da equipe em todo o torneio. Ramires, um dos protagonistas de toda a campanha do time, esteve apagado, "perdido" em campo. Kléber não caiu nas constantes provocações que sofreu, mas também não teve tranquilidade suficiente para fazer a diferença na sua partida mais importante pelo Cruzeiro. E no fim da noite de quarta 15/7, a tristeza tomou conta dos 65 mil torcedores que lotaram o estádio do Mineirão e viram cair por terra o sonho da conquista do maior torneio de clubes das Américas. O Estudiantes jogou sério, catimbou como todo time argentino, cadenciou a partida, não se intimidou pela força da torcida mineira e, principalmente, soube explorar com inteligência todos os erros cometidos pelo Cruzeiro numa noite infeliz. Bem armado na defesa, com marcação forte, o Estudiantes não se abateu com o gol do Cruzeiro logo no começo do 2º tempo, e com Verón comandando todas as jogadas ofensivas, conseguiu o improvável: com Fernadéz e Boselli virou o placar e comemorou seu 4º título da Libertadores na casa dos mineiros.


(O título deste artigo foi sugerido por um grande amigo meu, de longa data, amante do futebol e cruzeirense).

domingo, 12 de julho de 2009

FRASE

"Os dream-teams não costumam dar certo. Times de Sonho geralmente só funcionam mesmo em sonho..."
(Luis Fernando Veríssimo, escritor, sobre as contratações do novo time do Real Madrid)
UM APAGÃO CHAMADO MANCINI
O Santos do técnico Wagner Mancini foi humilhado pelo Vitória no estádio do Barradão, em Salvador. Apático, sem objetivo, desligado e desorganizado, o Santos foi goleado por 6x2. Até quando a diretoria santista vai insistir com um treinador que arma um time defensivo e ainda perde por 6x2? Que deixa Molina no banco de reservas e mantém um inoperante Kléber Pereira num ataque que não consegue fazer gols? E como capitão da equipe.. Pior que o trabalho de Mancini no Santos só a "furada" bisonha do goleiro Douglas no primeiro gol do Vitória, que desanimou o mais otimista dos santistas e abriu o caminho da humilhação no Barradão. Wagner Mancini perdeu para o fraco CSA em plena Vila Belmiro e deu adeus à Copa do Brasil nas oitavas-de-final do torneio. Perdeu o título do Paulistão para o Corinthians também dentro da Vila Belmiro e faz uma campanha frustrante no Brasileirão que pode levar o time ao descenso se nada for feito imediatamente. E Wanderley Luxemburgo parado sem clube..Haja paciência.
POR QUÊ JORGINHO NÃO FICA?
Feriado prolongado em São Paulo, sábado a noite, frio, chuva forte e gramado encharcado. Ingredientes que poderiam atrapalhar o time do Palmeiras no jogo contra o Náutico, no Parque Antartica, pelo Brasileirão? Nem tanto...o time superou tudo e com um bom futebol goleou a equipe pernambucana por 4x1 e está com 19 pontos, na vice-liderança provisória do torneio. E mais: o técnico "interino" Jorginho teve seu nome gritado pela torcida, mostrando que o treinador pode ser efetivado no posto de acordo com a vontade dos palmeirenses. Afinal, Jorginho está há 3 jogos no comando da equipe. Foram 2 boas vitórias (sobre o Avaí por 3x0 fora de casa e outra sobre o Náutico por 4x1 em casa) e um empate contra o Santos. A prova de fogo para Jorginho pode ser na próxima rodada contra o Flamengo, no Maracanã. Se vencer essa partida fora, não há porque a diretoria não dar um voto de confiança para o treinador, pois agora ele tem até mesmo o aval da torcida, oque jamais aconteceu no tempo de Wanderley Luxemburgo.

sábado, 11 de julho de 2009

DIZ A LENDA...

"LOS BOSTEROS" DE LA BOMBONERA??...
Não é a toa que os fanáticos torcedores do Boca Juniors (ARG) ganharam dos rivais do River Plate o apelido de "los bosteros". É que no terreno em que foi construído o estádio La Bombonera funcionava uma fábrica de ladrilhos que usava esterco de cavalo como matéria-prima. Já o estádio é chamado assim porque o terreno em que foi construído era tão pequeno, que os rivais começaram a compará-lo a uma caixa de bombons.
(trecho do livro "Loucuras do Futebol", Emedê, Editora Panda)

sexta-feira, 10 de julho de 2009

PARA RELEMBRAR COM SAUDADE

FLAMENGO..CAMPEÃO MUNDIAL DE 1981
Esse foi o maior time do Flamengo na história. Uma constelação de craques..Raul, Junior, Zico, Nunes, Adílio, Andrade e cia. trazendo o caneco do Japão, vencendo o Liverpool (ING) por 3x0. O técnico era Paulo Cesar Carpegianni.
video

terça-feira, 7 de julho de 2009

FRASE DA SEMANA:
" Sempre acreditei que, para ter bons jogadores, um clube tem que gastar. E acho que a decisão do Real Madrid foi acertada. Entendo que não é algo normal, mas estou feliz por ser o jogador mais caro da história."

(Cristiano Ronaldo, em sua apresentação como jogador do Real Madrid)
OBINA MELHOR QUE ETO'O?
Essa pergunta não será mais respondida em 2009, já que o Palmeiras saiu da Copa Libertadores e por isso não vai jogar contra o Barcelona(ESP) no fim do ano em Abu Dhabi.
Mas, no Palmeiras, Obina tem se saído melhor do que seus rivais bem mais badalados, como Adriano (Flamengo), Carlos Alberto (Vasco), Washington (São Paulo), Kléber Pereira (Santos), entre outros. Afinal, já são 5 gols em 5 jogos com a camisa palmeirense. Segundo ele, "faltou carinho para as pessoas reconhecerem seu trabalho" no Flamengo.

domingo, 5 de julho de 2009


VOCÊ SABIA?

No ano de 1969, as conquistas e a fama do Santos eram tão grandes que, em uma excursão pela África, a guerra no Congo (entre forças de Kinshasa e de Brazaville) foi suspensa por um cessar-fogo de 2 dias para que as cidades pudessem assistir aos jogos do lendário time brasileiro liderado por Pelé. Logo após as partidas e as homenagens, o conflito recomeçou. Este evento serviu claramente de inspiração para o "Amistoso da Paz", realizado entre as seleções de Brasil e Haiti, em 18 de agosto de 2004.

Corinthians NÃO !!

video

Sucesso do Youtube!!!

Pai corintiano, mãe são-paulina e filho...SANTISTA!

E O CARA É MANO MENEZES!

A maior estrela do Corinthians não é Ronaldo.
Chama-se Mano Menezes.
Desde que chegou ao Parque São Jorge, o treinador gaúcho vem acumulando bons resultados pelo seu trabalho.
Montou um time competitivo e aguerrido, foi vice-campeão da Copa do Brasil e "passeou" pela série B do Campeonato Brasileiro no ano de 2008, levando o Corinthians de volta à elite do futebol nacional. Mas os resultados de fato aconteceram neste ano: Campeão Paulista e Campeão da Copa do Brasil de 2009. Mais: levou o Coritnhians a disputar a Copa Libertadores no ano de seu centenário, em 2010.
Enfim, Mano é disciplinador e boleiro ao mesmo tempo. Amigo dos atletas. Consegue extrair potencial de jogadores como Cristian, Elias, Chicão...deu oportunidade para o bom André Santos de vestir a camisa da Seleção Brasileira num torneio internacional, a Copa das Confederações, no qual o Brasil acabou levando o título e o lateral corintiano participou como titular.
Mano Menezes não é arrogante como Muricy Ramalho ou Emerson Leão, nem estrela como Wanderley Luxemburgo.
É discreto, tem educação, inteligente, tem o time do Corinthians nas mãos.
Não fosse a sua insistente mania de criticar a arbitragem quando sua equipe perde,, seria um treinador quase perfeito.
Parabéns, Mano!

RONALDO, 2 VEZES CAMPEÃO PELO CORINTHIANS

Em 6 meses, a cena se repete pela 2ª vez:
Ronaldo beijando a taça de campeão vestindo a camisa corintiana.
Mais méritos ao maior artilheiro das Copas no Paulistão.
Estava mais obstinado, aparentemente menos gordo, fez 2 dos 3 gols da 1ª partida final contra o Santos, dentro da Vila Belmiro. Dois golaços. E, graças a isso, deu toda tranquilidade do mundo para seu time jogar a 2ª partida final no Pacaembu.
Na Copa do Brasil não foi tão brilhante e até perdeu gols "imperdíveis" em partidas importantes, mas no 1º jogo da Final contra o Internacional fez novamente um bonito gol e, de novo, deu tranquilidade para seu time poder até perder por um gol de diferença na grande final no estádio Beira Rio, em Porto Alegre (RS).
Ronaldo mostra que tem dado retorno ao investimento feito pelo Corinthians, ao contrário da passagem de Adriano pelo São Paulo em 2008, que não conquistou nenhum título.