domingo, 23 de junho de 2013

O GIGANTE ACORDOU. PELA VOZ DAS RUAS.


O Gigante acordou. Pela voz das ruas, inquieta, gritante, alarmante, indignada. E não é pelos R$ 0,20 a menos na tarifa de um transporte público ruim e ineficiente. É pela gente sofrida nas filas. Pela gente que acorda de madrugada para trabalhar e passa horas no aperto de um trem, de um metrô, de um ônibus mal cuidado e caro. É pelo salário mínimo que não possui o mínimo necessário. É pelos "Zés" que trabalham duro o dia todo nas obras e comem mal em marmitas frias. Pelos "Joãos" que trabalham forte na construção de escolas onde seus filhos não podem estudar. Pelos idosos e aposentados que trabalharam a vida inteira e no fim não tem mais direito a nada. É pelo empréstimo do governo aos aposentados. Pela antecipação do 13º salário aos pensionistas. É pelo pagamento de "seguro obrigatório" para licenciar os carros comprados com financiamentos a perder de vista. Pela carga de impostos que em 2012 alcançou a marca de R$ 1,556 trilhão e que em 2013 já chegou a mais de R$ 300 bilhões. É pela falta de hospitais. E pela falta de recursos nos hospitais. É pela falta de escolas. E pela falta de ensino de qualidade. Pela falta de segurança. E de professores e policiais bem remunerados. Pela transparência de nossos veículos de comunicação, pela televisão tão poderosa, tão monopolizada e direcionada. É pelo nosso Estado que não é nação. É pelos bebês que nascem e morrem em hospitais por falta de equipamentos nas UTI's. É pelo endividamento geral da população. É pela elevada taxa de juros. Por que inflação baixa só se for na casa deles. É pela falta de um modelo político que represente de forma legítima os anseios da sociedade. É pela falta de partidos decentes. É pela corrupção desenfreada. E pela impunidade escancarada. É pelos R$ 28 bilhões gastos na construção de estádios com padrão FIFA. É pelo preço dos combustíveis. É pela cesta básica. É pela tarifa de internet cara e que não funciona. É pela telefonia móvel que não tem sinal de qualidade. É pelo custo da universidade. É pela informação sem manipulação. É pela falta de acesso à cultura. É pela falta de vergonha na política. É pelo mensalão. É pela dignidade. É por um trabalhador que possa comprar sua refeição e pagar pelo ônibus com dinheiro e não com os "tíquetes" que parecem esmolas. É pelo direito de se sentir gente. O Gigante acordou de um sono profundo e está vendo que um filho seu não foge à luta. É por um povo sofrido, marcado, suado, feliz e que vê no futebol sua alternativa para extravasar a tristeza e gritar de alegria.
Muda Brasil. Já passou da hora de se ter um país justo. Até no futebol.

2 comentários:

Nayana A. Peres disse...

Com essa "onda" de opiniões diante de todos os acontecimento, seu texto é simples e muito claro. É exatamente isso. Povo cansado de lutar, cansado de enfrentar tantas filas, do serviço podre oferecido pelo governo.
Só o esporte mais popular do mundo para trazer um sorriso a quem só sabe chorar.
Texto incrível! Fã do blog, sua fã! Beijos

Adriano Oliveira disse...

Muito obrigado. E só espero que o Gigante não volte a adormecer de novo, pois essa voz foi muito bem ouvida pelos políticos e neste momento temos a chance de mudança.