quarta-feira, 5 de março de 2014

POR QUANTO TEMPO MESSI AINDA VAI BRILHAR?


Lionel Messi, aos 26 anos, já entrou para a história do futebol. É atualmente a grande estrela e o maior artilheiro dos 115 anos do Barcelona, com 340 gols marcados. Para se ter uma idéia do que isso significa para o torcedor catalão, o 2º maior artilheiro do clube é César Rodriguez, que atuou por 16 anos com a camisa azul-grená (entre 1939 e 1955) e contabiliza “apenas” 232 gols, ou seja, 108 gols a menos que Messi. Em mais de 400 jogos pelo Barcelona, o atacante argentino tem a incrível marca de 0,82 gols por partida.
Pela seleção argentina, Messi fez 37 gols em 83 jogos, média de um gol a cada duas partidas e meia. Nada mal. Ao contrário de uns anos atrás, a maior esperança dos hermanos para a Copa tem feito grandes partidas vestindo a camisa de seu país, especialmente nos jogos das últimas Eliminatórias, onde a Argentina navegou em águas mansas e obteve o passaporte para a Copa no Brasil de forma tranqüila.
Em janeiro deste ano, Messi declarou que “2014 pode ser o ano da Argentina”. Concordo parcialmente. Em todas as Copas, a seleção argentina entra como favorita pela disputa do título, é claro que em menor ou maior grau de confiança. O mesmo se pode dizer da Alemanha, da Itália e do Brasil. São seleções tradicionais e, mesmo quando atravessam fases negativas, sempre serão respeitadas. A Argentina não é e nunca foi uma seleção coadjuvante, como eram França e Espanha, por exemplo, até pouco tempo atrás.
A declaração de Messi pode ser repensada da seguinte forma: “2014 pode ser o ano da Argentina campeã se for a Copa de Messi”. Daí sim eu concordo. Se a Argentina for tricampeã mundial e Messi for o protagonista dessa conquista, assim como foi seu compatriota Diego Maradona na Copa do México de 1986, ele será definitivamente consagrado como o maior jogador do século 21 até aqui.
Messi está a frente de Ronaldinho Gaúcho, Cristiano Ronaldo, Wayne Rooney, Ibrahimovic, Drogba, Neymar, Schweinsteiger, Bale, Franck Ribéry, Sneijder, Robben, Van Basten, Balotelli e tantos outros craques. E pode ser que esteja no mesmo patamar de Zico ou Johan Cruyff, por exemplo. Mas ainda está um degrau abaixo de jogadores como Garrincha, Zidane, Ronaldo, Romário, Bobby Charlton, Beckenbauer, Matthäus, Nilton Santos, Pelé, é claro, e de seu compatriota Diego Maradona. Por quê? Porque esses conquistaram Copas do Mundo levando nas costas suas seleções nacionais. Foram protagonistas de Copas do Mundo e por isso tornaram-se gênios com certificados de excelência. Maradona e Zico, por exemplo, foram os melhores jogadores que eu vi jogar. E considero uma das maiores injustiças do futebol o fato de Zico nunca ter conquistado uma Copa do Mundo. O maior camisa 10 brasileiro depois de Pelé não conseguiu tal façanha. Assim como Messi, por enquanto, já que o argentino tem muito caminho pela frente.
A questão é até quando Messi vai jogar em alto nível, como tem feito nos últimos anos, sendo eleito quatro vezes seguidas o melhor do planeta? Será que Messi já está vivendo hoje o seu auge no futebol? Será que na Copa de 2018 Messi ainda vai estar desfilando em campo o mesmo talento brilhante de hoje?
Os grandes craques têm um período de esplendor que geralmente não dura por muito tempo. Ronaldinho Gaúcho, que também brilhou pelo mesmo Barcelona de 2004 a 2006, talvez seja o melhor exemplo disso.
Por quanto tempo Lionel Messi ainda vai brilhar em alto nível? Por isso acredito que essa deveria ser, para ele, a sua Copa do Mundo. Se Messi conseguir esse feito, já poderá ocupar seu posto no seleto grupo dos gênios da bola. Sim, pois o mundo do futebol diferencia os gênios dos craques.
Além disso, os gênios são decisivos. Especialmente para as suas seleções.

2 comentários:

Maria Silva disse...

Messi tem foco, conforme comentamos várias vezes ele é concentrado e é competitivo, gosta de ganhar, brilhará até ele próprio decidir que não quer mais, certamente não aceitará a imposição de qualquer um.

Adriano Oliveira disse...

Sim. Ele possui uma capacidade de concentração incomum. Porém, o auge de um craque normalmente não dura por tanto tempo. E Messi precisa de uma Copa do Mundo para sua consagração final.