segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

A CULPA É DO LUCÃO!


Tudo o que acontece de errado no Morumbi a culpa é do Lucão.
Era de Maicon, depois passou para Reinaldo e agora a chapa quente está com ele, Lucão.
Depois de mais uma derrota para o Corinthians, no primeiro clássico e grande teste antes da estréia de fato na Copa Libertadores, os são-paulinos voltaram a culpar quem? Lucão.
O Corinthians venceu por 2 x 0 no Itaquerão com grande ajuda, sim, do zagueiro de 19 anos que, num lance bisonho, deu uma assistência inesperada, porém perfeita, para o atacante corintiano Lucca abrir o placar para os donos da casa antes da metade do primeiro tempo.
Era tudo o que Tite e seus comandados queriam.
O time atual do Corinthians é bem diferente daquele que foi campeão brasileiro no ano passado e que cravou 20 pontos na frente do 4º colocado, curiosamente o próprio São Paulo. É um time visivelmente em formação, desentrosado, meio bagunçado do meio para frente e limitado tecnicamente. O centroavante André, recém-chegado do vice-campeão Atlético-MG, foi a "cara" do Corinthians no clássico: esforçado, nada mais. Mas o time de Tite continua eficiente, como se tivesse obrigação de se impor em seu estádio e sempre vencer o São Paulo.
E vence.
Não importa se o esquema de jogo ainda está bagunçado. Os jogadores do Corinthians se movimentam, marcam forte, correm para o ataque e voltam rápido para a defesa, além de não arriscarem tanto e, por isso mesmo, errarem menos. O atual time do Parque São Jorge não possui nenhum grande destaque e continua com sua característica principal e idolatrada por seu treinador: um conjunto disciplinado taticamente. E só. Contudo, isso fez a equipe "achar" dois gols contra o desacreditado São Paulo de Lucão. Pobre Lucão.
Os são-paulinos não cansaram de achincalhar o zagueiro após o clássico. Mas será que tantas críticas e ofensas podem transformar Lucão num Franco Baresi? Creio que não. Esse é, desde a temporada passada, o futebol de Lucão. E ele está a cada jogo mais inseguro.
Por que os críticos de Lucão também não detonam as pessoas que insistem em mantê-lo no time titular há tanto tempo? Sejam membros da diretoria ou da comissão técnica? Lucão, o "vilão do Morumbi", teve o aval de Muricy Ramalho, Juan Carlos Osório, Milton Cruz, Doriva, Milton Cruz (de novo) e, atualmente, Edgardo Bauza. Todos treinadores com linhas de trabalho distintas, mas que acreditaram no futebol do garoto e o mantiveram na equipe.
Então por que só Lucão é o culpado de tudo o que acontece de errado?
Em 2015, o São Paulo disputou 14 clássicos estaduais. venceu apenas dois, empatou três e perdeu nove vezes. Levou 31 gols de seus rivais e marcou somente 11, um saldo negativo de 20 gols em jogos importantes. A culpa é só de Lucão? Ou também foram determinantes a falta de vontade de Pato, a ausência de Luis Fabiano e a apatia de Ganso?
No primeiro grande teste de 2016, o São Paulo mais uma vez deixou a desejar. Uma derrota por 2 x 0, previsível, já que Lucão novamente falhou, "entregou o jogo", mas principalmente por um motivo óbvio: ninguém o tira do time titular. Por que?
O Palmeiras, por exemplo, por menos estragos que já fez Lucão, resolveu afastar o zagueiro Leandro Almeida depois de uma falha também grosseira diante do São Bento, no Pacaembu. Seja por deficiência técnica ou somente para blindar o atleta, o técnico Marcelo Oliveira o afastou. Simples assim. E por que Lucão continua?
O time de Bauza até que criou chances de gol e ficou mais com a bola no segundo tempo. Mas e daí? Ganso, Michel Bastos e companhia estavam nervosos, confusos e não sabiam bem o que fazer com ela. Faltou atitude. De todos, não só de um zagueiro que "supostamente vai deixar de errar" devido às vaias de sua torcida.
Com ou sem Lucão, com Osório ou Bauza, o São Paulo continua sem confiança, sem "brilho nos olhos", sem personalidade de um time que quer ser campeão.
E por essas e outras razões, parece até que todos já sabiam do resultado no Itaquerão. Mas a culpa é do Lucão.

Um comentário:

ANDERSON Fernandes disse...

Concordo totalmente, por muitos anos o São Paulo é um time sem vontade, sem garra onde os jogadores não demonstram aquela vontade de ganhar e que tem um camisa dez que encaixa perfeitamente nesse time, um camisa dez que não marca, não corre atrás d bola e quando está com ela não é eficiente, apenas com seus toques de lado de meio metro de distância. Acredito que o São Paulo precisa de um Tite no seu time, para ensinar esses jogdores a ter desejo de bola e vitória, mas que não seja nosso Adenor, que mesmo com um elenco fraco faz o nosso Corinthians jogar e da esperança ao bando de loucos de levantar mais uma taça esse ano.